top of page

Solucionando desafios ambientais: da gestão de águas urbanas ao controlo de poluentes emergentes com soluções baseadas na natureza.


Crónica do Investigador | O Pedro N. Carvalho, vogal da direção da SPOT Nordic, é Professor Associado em Química Ambiental no Departamento de Ciências do Ambiente da Universidade de Aarhus. A sua investigação inclui tópicos como micropoluentes orgânicos, qualidade da água, tecnologia para o tratamento e gestão da água, assim como conceitos mais latos da gestão circular de recursos. Durante os últimos anos tem liderado equipas de projeto de investigação, contribuído com o fornecimento de dados essenciais e colaborado em diversas iniciativas.


Num cenário de desafios crescentes, onde notícias alertam sobre algas tóxicas no verão e a expectativa de aumento na concentração de antibióticos na água, a busca por soluções inovadoras para tratamento de água torna-se imperativa. As Soluções Baseadas na Natureza (SbN) emergem como protagonistas, desempenhando um papel fundamental na gestão de águas urbanas e superficiais, e contribuindo para criar cidades mais sustentáveis e atraentes para os seus habitantes.


O projeto MULTISOURCE, iniciado em junho de 2021 e financiado pela Comissão Europeia, lidera esta trajetória ao focar na interseção das SbN com o meio ambiente, economia circular, sociedade e política. O Departamento de Ciências do Ambiente da Universidade de Aarhus, que lidera os trabalhos dos sete pilotos técnicos distribuídos pela Europa e EUA, aborda uma gama diversificada de desafios urbanos relacionados à água. Ao longo destes anos, tenho sido responsável pelo monitoramento de micropoluentes orgânicos, desempenhando um papel essencial para o fornecimento de dados para avaliar a redução de riscos químicos em diferentes cenários de reutilização da água. Os estudos visam não apenas tratar, armazenar e reutilizar a água, mas também informar futuras estratégias de planeamento urbano à escala global.





Entretanto, o projeto NATURE, em andamento desde junho de 2022, destaca-se na avaliação e otimização de SbN para tratamento de águas residuais e na redução de poluentes aquáticos. A equipa que lidero monitoriza os antibióticos em diferentes matrizes ambientais, fornecendo novos dados sobre a presença destas substâncias nas águas. O projeto NATURE, financiado pelo “AquaticPollutants ERA-NET Cofund”, não aborda somente os riscos à saúde humana e ambiental, mas também assegura uma conexão mais alargada às diferentes atividades desenvolvidas pelas Iniciativas Europeias de Programação Conjunta da Água, Oceanos e Resistência aos Antibióticos.




Por fim, o projeto WETCYANO, iniciado em abril de 2020 e financiado pelo “Independent Research Fund Denmark”, contribui para essa narrativa ao explorar SbN para o tratamento de águas superficiais. Liderado pelo Departamento de Ciências do Ambiente da Universidade de Aarhus, o projeto incluiu a colaboração internacional com a Colômbia, onde as SbN estão a ser estudadas também em condições tropicais. Os resultados promissores demonstram a capacidade das SbN para remover cianotoxinas de águas contaminadas. Alinhado ao projeto guarda-chuva TOXICROP, financiado pelo programa Marie Curie Staff Exchange, o WETCYANO, em conjunto com os projetos MULTISOURCE e NATURE, representa uma abordagem holística na busca de soluções para os desafios complexos que envolvem a água no nosso ambiente urbano, periurbano e rural.




É importante frisar que o sucesso destes projetos também depende da colaboração interdisciplinar e da participação ativa das comunidades locais. A inclusão de abordagens participativas garante que as soluções desenvolvidas sejam não apenas ecologicamente sustentáveis, mas também socialmente justas e economicamente viáveis. Assim, estes projetos não só promovem a inovação no tratamento e gestão da água, mas também reforçam a importância da sustentabilidade ambiental no desenvolvimento urbano e comunitário.


Mais informações sobre esses projetos podem ser encontradas nas respetivas páginas dos projetos MULTISOURCE, NATURE, e TOXICROP.




Komentarze


bottom of page